terça-feira, 30 de abril de 2013

A PESTE GRISALHA













Os loucos por vezes curam-se,
os imbecis nunca.
(Óscar Wilde)

A PESTE GRISALHA 
(Carta aberta a deputado do PSD)


Exmo. sr.

António Carlos Sousa Gomes da Silva Peixoto

Por tardio não peca.
Eu sou um trazedor da peste grisalha cuja endemia o seu partido se tem empenhado em expurgar, através do Ministério da Saúde e outros “valorosos” meios ao seu alcance, todavia algo tenho para lhe dizer.
A dimensão do nome que o titula como cidadão deve ser inversamente proporcional à inteligência – se ela existe – que o faz blaterar descarada e ostensivamente, composições sonoras que irritam os tímpanos do mais recatado português.
Face às clavas da revolta que me flagelam, era motivo para isso, no entanto, vou fazer o possível para não atingir o cume da parvoíce que foi suplantado por si, como deputado do PSD e afecto à governação, sr. Carlos Peixoto, quando ao defecar que “a nossa pátria foi contaminada com a já conhecida peste grisalha”, se esqueceu do papel higiénico para limpar o estoma e de dois dedos de testa para aferir a sua inteligência.
A figura triste que fez, cuja imbecilidade latente o forçou à encenação de uma triste figura, certamente que para além de pouca educação e civismo que demonstrou, deve ter ciliciado bem as partes mais sensíveis de muitos portugueses, inclusivamente aqueles que deram origem à sua existência – se é que os conhece. Já me apraz pensar, caro sr., que também haja granjeado, porém à custa da peste grisalha, um oco canudo, segundo os cânones do método bolonhês. Só pode ter sido isso.
Ainda estou para saber como é que um homolitus de tão refinado calibre conseguiu entrar no círculo governativo. Os “intelectuais” que o escolheram deviam andar atrapalhados no meio do deserto onde o sol torra, a sede aperta a miragem engana e até um dromedário parece gente.
É por isso que este país anda em crónica claudicação e por este andar, não tarda muito, ficará entrevado.
Sabe sr. Carlos Peixoto, quando uma pessoa que se preze está em posição cimeira, deve pensar, medir e pesar muito bem a massa específica das “sentenças”, ou dos grunhidos, - segundo a capacidade genética e intelectual de cada um - que vai bolçar cá para fora. É que, milhares pessoas de apurados sentidos não apreciam o cheiro pestilento do vomitado, como o sr. também sente um asco sem sentido e doentio, à peste grisalha. Pode estar errado, mas está no seu direito… ainda que torto.
Pela parte que me toca, essa maleita não o deve molestar muito, porque já sou portador de uma tonsura bastante avantajada, no entanto, para que o sr. não venha a sofrer dessa moléstia, é meu desejo que não chegue a ser contaminado pelo vírus da peste grisalha e vá andando antes de atingir esse limite e ficar sujeito a ouvir bacoradas iguais ou de carácter mais acintoso do que aquelas que preteritamente narrou como um “grande”, porém falhado “artista”.
E mais devo dizer-lhe: quando num cesto de maçãs uma está podre, essa deve ser banida, quando não, infecta as restantes; se isso não suceder, creio que o partido de que faz parte, o PSD, irá por certo sofrer graves consequências decorrentes da peste grisalha na época da colheita eleitoral. Pode contar comigo para a poda.
Atentamente.

António Figueiredo e Silva
Coimbra, 28/04/2013
www.antoniofigueiredo.pt.vu

Obs:Esta carta vai ser enviada sob A.R.
 para a Assembleia da República.

27 comentários:

  1. Serás crucificado, velho velhaco, crucificado durante os poucos dias que te faltam para ires para onde já deverias estar. O que escreves é a evidente inveja e frustração de nunca teres sido nada mais que isso que és, a falta de ter o que fazer por não te quererem onde nunca fizeste falta aliada a uma lírica claramente trabalhada para que pareças o que sabes bem que não és. Pode contar comigo a defecar na sua campa assim que se fine. Olha que esta não a publicas tu, no jornal da tua terra, onde bem te conhecem a tua sede e tendência que te persegue. Arranja uma rolha e um batoque e que a mais indicada te sirva na boca e a outra no estoma para que não te saiam mais intelectualidades contas as pessoas de Gouveia. Jorge Oliveira em A PESTE GRISALHA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto aos “pensamentos” arriba manifestos como uma faraónica maldição, por conterem o traçado fidedigno do perfil de quem os expõe, penso que nada deverei acrescentar - nem tão pouco questionar - uma vez que, com evidente clareza, o seu conteúdo embevecido de hidrofóbica raiva clamando sob pressão de figadal e incontrolável vingança, enramalhetada de pensamentos mórbidos, fala por si.

      Apenas me apraz argumentar em abono da acusação que me é feita sobre: […] para que não te saiam mais intelectualidades contas (presumo ser contra) as pessoas de Gouveia.

      Não. Tanto quanto conheço e sei, as pessoas de Gouveia são dignas de estima e consideração; são pessoas normais, como quaisquer outros cidadãos constituintes do nosso aglomerado populacional.

      E não é por haver alguém no meio dos Gouveienses, que, vítima de uma crise biliar, tenha descido abaixo do patamar da normalidade, que eu considerarei todos de igual valor; nunca tive, nem alimento qualquer animosidade contra elas, não me atrevendo por isso, a conceber juízos de valor sem fundamento; que fique bem claro: as palavras não foram da minha autoria.

      E: “Pode contar comigo a defecar na sua campa assim que se fine”. Se eu zarpar primeiro, oxalá que não, por certo não irá ter esse prazer! E sabe porquê? Porque é minha última vontade é ser incinerado… Para que as bestas desalbardadas não sintam o gozo de rebolar o seu costado casposo, seboso e carracento, e ao mesmo tempo escoicinhem com seus cascos imundos e purulentos sobre a lápide fria da minha tumba.


      António Figueiredo e Silva

      Eliminar
    2. Este anónimo é "muita giro". Será deputado? Ou escrivão pago pelos políticos de serviço?

      Eliminar
    3. Ex. Sr anónimo,
      O sr é sujo, indigno e não merece qualquer resposta.
      Tal como eu, peste grisalha, aqui chegada depois de muitos anos de trabalho, também o era Galileu Galilei, quando foi condenado por"doutos juízes", tenho muita pena de si! Muita pena!

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. E foi este homem condenado pelo texto? Já vi absolvições por muito pior. Notoriamente excesso de zelo. Porém, o visado que vá chamar "peste grisalha" à sua tia. De acordo?

    ResponderEliminar
  4. http://l.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fwww.peticao24.com%2Fjustica_imediata_para_o_septuagenario_multado&h=wAQGNx-I9

    Quero levar isto à AR. Ajuda-me?

    ResponderEliminar
  5. http://l.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fwww.peticao24.com%2Fjustica_imediata_para_o_septuagenario_multado&h=wAQGNx-I9

    Quero levar isto à AR. Ajuda-me?

    ResponderEliminar
  6. Adorei a carta. Muito bem escrita e como deve ser visto nao foi escrita por um parvalhão qualquer que comentou.

    ResponderEliminar
  7. Poderia informar-me sff onde posso encontrar esta carta no jornal em que foi publicada que desconheço qual é . Um amigo precisa dessa informação .
    Desde já muito obrigada
    Manuela Vidal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A qualquer momento publicarei uma relação de todos os todos os links que dizem respeito a este caso, onde poderá ter acesso ao que pretende

      Eliminar
  8. Boa tarde caro Sr. António Figueiredo Silva,

    o meu nome é João Viegas, e estou a contactá-lo em nome do grupo do facebook "Grupo HORIZONTAL pela Libertação de Maria de Lurdes" https://www.facebook.com/groups/1126506747443601/

    Tivemos o conhecimento do seu processo judicial em que foi obrigado a pagar multa e indemnização, pela Relação de Coimbra!
    Antes demais queremos dizer que estamos atentos... estamos consigo... se precisar de algum apoio e se este estiver ao alcance do Grupo, poderá contar connosco!

    No sentido de o podermos ajudar, caso queira e seja possível, gostaríamos de saber alguns pormenores, nomeadamente:

    . No seu processo ainda há lugar para recurso? para onde?
    . No caso de ainda haver lugar para recurso o Sr. quer recorrer? Precisa de ajuda para isso?


    Caso não queira recorrer, precisa e/ou aceita ajuda monetária? No grupo há algumas vozes a considerar fazer-se uma coleta...


    Ficamos a aguardar a sua resposta



    Os meus sinceros Cumprimentos
    JV

    ResponderEliminar
  9. Olá sr António.

    Se tiver uma cópia do texto original do Carlos Peixoto, onde ele se saiu com essa tirada da "peste Grisalha", acho que seria do interesse público voltar a divulgar-se o mesmo. Infelizmente não é fácil encontrar o texto na internet, pelo menos eu não consegui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O link para o discurso....https://l.facebook.com/l.php?u=https%3A%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch%3Fv%3D8nDQW712aGE&h=IAQHyeqod ; foi-me dado hoje. Penso que o vi escrito....

      Eliminar
  10. Foi condenada, crucificado, mesmo! Este país está uma medinha

    ResponderEliminar
  11. Tendo tido agora conhecimento da pena que vos foi concedida e tal como o senhor, tendo escrito, eu e muitos amigos muitas frases de indignação contra aquele pirralho arrogante e pretensioso deputado, fiquei de tal modo indignada que o senhor fosse pagar sozinho, por ter tido a coragem de de escrever a carta que escreveu, que os juizes acharam "mais da conta", para mim "mais da conta", foi um moço pequeno mal educado, valer-se do lugar que ocupava, pago por nós, para do alto da sua cátedra , nos insultar a todos; assim, pensei que se nos desse o seu Iban, devidamente identificado, para não pensarem que é para mim.....eu iria apelar, como já apelei para que todos os que se indignaram, depositassem o que quisessem, durante o prazo de um mes, findo o qual o senhor diria, quanto teria recebido. Ate seria um teste àqueles que falam, falam e depois...., eu encarregar-me-ia de pedir ajuda a mais pessoas, para a divulgação. Cheguei até si, atraves da carta que escreveu. Sou uma mulher de causas e irrita-me a pasmaceira da maioria dos portugueses. Passei os olhos pelos seus artigos, quero vir relê-los , mas agora não tenho tempo. O nome que dei, é o meu nome do facebook. Obrigada e espero notícias suas.O meu mail, caso não tenha facebook, lembrei-me agora, pois não o consegui encontrar, é : varmimi@gmail.com Até breve, então!O meu nome do face é Mimi Baptista Varela, mas vou ter mesmo que ir através do Google...


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha Cara Sra.
      Somente hoje respondo, porque só hoje descobri este comentário.
      Muito, mas muito atrasado,porém acredite que não foi intencional.
      Quero agradecer_lhe na mesma a sua intenção, que é de facto louvável, e manifestar o meu desejo de que a sua riqueza de carácter continue inalterável.
      Um destes dias alargando mais os compactos entre nós.
      Muito obrigado.

      Eliminar
  12. Falar com gentalha cheia de massa "castanha" é perder tempo. Muito mais com aqueles que na casa da democracia fazem parte da "deputalha" envergonhando aqueles que o não são, é ainda mais perder tempo. O Senhor tem toda a minha consideração. Felicito-o pela sua muito bela prosa o que mostra a diferença entre a tal massa castanha e a normal massa cinzenta. Quero continuar a seguir o seu caso. Receba por favor ou meus cumprimentos. Carlos Manuel Sena.

    ResponderEliminar
  13. Este António Carlos Sousa Gomes da Silva Peixoto é um politico miserável, de índole cobarde, que escondido atrás da imunidade parlamentar insulta os cidadãos que não têm a mesma proteção que ele.

    Mas gente assim há muita, e em todo o lado.
    O grave é existir um tribunal que acoberta este tipo de gente sem carácter.

    ResponderEliminar
  14. Alguém deu a ideia de haver um NIB para que quem quisesse continuar a ler as deliciosas diatribes escritas por este SENHOR contra os aldrabões e corruptos da esfera política pudesse ir contribuindo para a pagar as multas aos visados. Eles já enchem os bolsos com o dinheiro dos contribuintes por dizerem barbaridades e nada fazerem, não é por mais alguns trocos que ficam muito mais ricos. O que falta mesmo é a riqueza de espírito que o senhor António Figueiredo e Silva demonstrou. É um exemplo.

    ResponderEliminar
  15. Divulgo aqui a página de facebook de apoio ao Sr. António Silva, lá poderão encontrar os dados bancários para procedermos à ajuda de crowdfunding, se todos(as) ajudarem ficará mais fácil: https://m.facebook.com/Ant%C3%B3nio-Figueiredo-e-Silva-Indigna%C3%A7%C3%A3o-da-Peste-Grisalha-198162000629745/

    ResponderEliminar
  16. Sr. António, refira ao seu advigado o filme O Eterno Judeu, da propaganda Nazi. O tema da peste tem aí a sua origem e pode dar-lhe bons resultados no seu processo. Sorte!

    ResponderEliminar
  17. Quer dizer: os deputados podem chamar o que quiserem ao cidadão e este por sua vez não tem direito de resposta!?... Onde é que já se viu isto? E a liberdade de expressão é uma miragem?! Ou são os Tribunais a impor uma mordaça sobre o cidadão comum!

    ResponderEliminar
  18. Vorgonhoso... estes montes de merda ditos deputados ja nao chega o que roubam e ainda oor cima tratam mal a quem lhe fwz o cu...

    ResponderEliminar
  19. "Nasci português, fui enganado." - (Alexandre_O'Neill)

    ResponderEliminar